O FUTURO DO MUSEU NACIONAL DE ARQUEOLOGIA EXIGE PONDERAÇÃO E RESPEITO


Com a publicação da saudação do Dr. Luís Raposo aos Amigos do MNA, do artigo do jornal Publico e da notícia da Antena 1, todos abaixo transcritos, chega ao fim a missão deste blogue independente,
feito por alguns amigos do MNA.

A luta travada nos últimos anos em defesa do MNA, impedindo a sua transferência para a Fábrica da Cordoaria Nacional, foi coroada de êxito.

Ao Dr. Luís Raposo desejamos as maiores venturas na continuação da sua carreira profissional.

Se um dia o MNA voltar a estar em perigo, regressaremos,

porque por agora apenas hibernamos.



sábado, 24 de abril de 2010

Elísio Summavielle e as reservas do MNA: mera pusilaminidade ou crapulice ?



Muitos amigos e frequentadores do MNA têm-nos feito saber da sua indignação pelo modo desprimoroso e totalmente falso como o secretário de Estado da Cultura se referiu no Parlamento às reservas do MNA. Alguns perguntam-nos mesmo se isso é verdade, porque custa a acreditar.
Com efeito assim foi.
Reproduz-se abaixo o diálogo estabelecido entre o deputado João Serrano, do PS, e Elísio Summavielle. Ao fingimento de perguntas do primeiro, baseado em informações que lhe foram dadas do interior do MC (o dito senhor deputado nunca visitou as reservas…), Summavielle responde com a sua habitual doce leveza irresponsável.
Os profissionais do MNA, os amigos e todos os utilizadores das reservas, que constituem muito justificadamente um ex-libris do Museu, sentem-se no direito de exigir desculpas públicas, sem o que se terá de acrescentar à pusilanimidade uma outra condição, a da crapulice.



Sem comentários:

Enviar um comentário